• Maribel Lindenau

Quais tipos de editoras existem?


O mercado editorial vem passando por diversas mudanças nos últimos 20 anos, muito em função dos avanços tecnológicos nesta área. E isso tem se refletido, principalmente, nas formas de publicação.


Por mais que o lançamento de um livro seja algo nobre, que colabora com a cultura, a pesquisa, a reflexão, o pensamento crítico etc. vale lembrar que, para as editoras, a venda de livros é um negócio, é seu ganha-pão. Portanto, elas precisam pensar como uma empresa também.


Neste texto você vai conhecer quais tipos de editoras existem e qual delas poderá ser a melhor opção para publicar seu livro. Entenderá em qual porta deverá bater para que seu projeto tenha o acompanhamento mais indicado ao seu perfil de escritor.




Editoras Tradicionais


Edifício de apartamentos, estilo moderno, mas com fachada antiga, em pedra, preservada no térreo e primeiro andar. O prédio é vermelho, com diversas janelas quadradas e aberturas com batentes pretos. A portas de acesso principais são ogivais, também envidraçadas.

Este é o modelo mais antigo existente e praticado pelos grandes players do mercado nacional e internacional. O autor assina um contrato, e recebe royalties de direitos autorais pela venda do seu livro. Todos os custos de produção e distribuição da obra correm por conta da editora. O retorno deste investimento virá pela venda do livro.


Conseguir um contrato com uma editora tradicional pode ser um caminho árduo para autores iniciantes, pois elas dão preferência para escritores mais experientes, ou com mais renome, visto o grande investimento inicial que fazem e o risco que correm de o título não vender bem, ou ainda levar muitos anos para recuperá-lo. Isso sem falar que o mercado editorial é altamente competitivo. Por esse motivo, é muito importante buscar editoras que tenham a linha editorial mais próxima possível do seu livro, pois assim suas chances de sucesso se tornam maiores.


Vantagens

  • Não há nenhum custo para o autor.

  • Toda a comercialização da obra é feita pela editora, portanto o autor não precisa se preocupar em vender seu próprio livro.

  • A editora prepara e banca a sessão de autógrafos do lançamento.

  • Há uma verba destinada ao marketing e à assessoria de imprensa para o livro.

Desvantagens

  • Dificuldade para a entrada de autores iniciantes. Muitas só avaliam propostas apresentadas por agentes literários. Outras têm uma linha editorial bem definida e talvez seu livro não se encaixe nela.

  • O autor, geralmente, não participa de nenhuma etapa da produção do seu livro, ou seja, pouco ou nada pode opinar sobre título, capa, projeto gráfico, diagramação, preço de venda etc.

  • O atendimento personalizado é bem mais difícil de ocorrer, dada a quantidade de pessoas e processos envolvidos na produção do livro.

  • Como o autor não tem autonomia sobre o processo de comercialização, se souber de alguma livraria interessada em seu livro só poderá dizer a ela que procure a editora. Além disso, normalmente não pode vender o próprio livro. Caso seja um palestrante, por exemplo, terá que comprar a obra da editora para poder comercializá-la.




Editoras Comerciais

Chalé em pedra, com porta dupla de vidro e batentes em tons de azul. As duas folhas da porta estão abertas. O chalé fica em uma área verde, com um pátio com arbustos, árvores ao fundo e piso de cascalho.

Basicamente, uma editora comercial é aquela que recebe do autor algum pagamento para a publicação do livro. Porém, a principal questão aqui é a vastidão deste campo. Não há regra ou modelo definido. Cada editora que atua dentro deste perfil tem seu próprio modelo de negócio.


Algumas podem cobrar uma fortuna e oferecer uma tiragem alta (a partir de 500 exemplares); outras podem cobrar um valor médio, mas só irão editar, diagramar e imprimir seu livro, e toda a distribuição e a venda terá que ser feita por você que escreveu o livro; outras tantas usam o modelo de coparticipação (caso do Quatorze VinteUm), no qual o autor entra com uma parte dos custos e a editora entra com todo o knowhow do mercado, além de disponibilizar sua infraestrutura para a comercialização da obra e auxiliar o autor na divulgação.


Vantagens

  • Invariavelmente, você vai encontrar uma editora para conseguir publicar seu livro.

  • A participação do autor é ativa em todas as etapas da produção da obra. A editora normalmente comunica sobre o andamento do trabalho, apresenta proposta de capa, de projeto gráfico e debate em conjunto estas etapas.

  • No caso do Quatorze VinteUm, todo o livro publicado é feito tanto no formato impresso quanto no ebook. Além disso, é disponibilizada a venda do livro nos principais marketplaces por meio da impressão POD e pela distribuição dos ebooks.


Desvantagens

  • É necessário prestar muita atenção no pacote que a editora está oferecendo, pois ele pode ser vantajoso para ela e não para você. Existem aquelas que se propõem apenas a editar e imprimir o seu livro. De repente, você poderá estar com 300 a 500 exemplares em sua casa, sem saber muito bem o que fazer com eles, porque irá descobrir que não é tão fácil vendê-los.

  • Algumas editoras comerciais não oferecem a venda da publicação nos seus canais.




Prestadora de Serviço Especializado

Ambiente contemporâneo, interno, com paredes e portas de vidro. Os pilares que sustentam as paredes são pretos. Na sala à esquerda da imagem, que está em evidência, é possível ver uma cadeira amarela, um abajur e um sofá branco, com almofadas azuis.

Este é exatamente o caso da Palavra Bordada, que é especializada em transformar biografias, memórias familiares e histórias institucionais em belos livros. Já parou para pensar que nem só de ficção é que se vive?


Existem muitas pessoas que querem registrar memórias e nem sabem por onde começar. Querem deixar um legado de suas vidas, empresas e até mesmo famílias. A Palavra Bordada auxilia no processo e por isso é conhecedora das etapas de produção de um livro.


Vantagens

  • Contar com editoras que cuidam com carinho do seu projeto e sabem o que estão fazendo.

  • Não se preocupar com nenhuma questão técnica ou burocrática.


Desvantagens

  • O processo é bastante longo, podendo levar até um ano ou mais para estar concluído.




Quando publicar com uma ou outra?


Como você pode perceber, não existe somente um tipo de editora e, sim, aquela que melhor se adequa à sua necessidade.


Se você é ou quer se tornar escritor profissional e viver disso, certamente o modelo mais indicado e, talvez aquele que você almeja, é o das Editoras Tradicionais.


Se você ama escrever, quer ter seu livro publicado, mas esse não é seu principal objetivo profissional, é provável que o modelo de Editoras Comerciais resolva o seu problema. Basta apenas encontrar aquela que se adapte ao seu orçamento e atenda às suas expectativas.


E, se você quer fazer a biografia de alguém, uma autobiografia ou é responsável por gerenciar o projeto de memórias institucionais de alguma empresa ou organização, certamente a melhor opção é uma Prestadora de Serviço Especializado.


Por último, mas não menos importante, você ainda tem a opção da autopublicação.