• Maribel Lindenau

Como publicar seu livro

Atualizado: Jul 22


Você passou horas, dias, meses, talvez anos pesquisando e escrevendo seu livro, que finalmente está pronto! Maravilha, mas e agora?

Nesse texto você vai descobrir os passos mais importantes para garantir uma chance de seu livro ser escolhido por uma editora.



Leitura crítica: por que ela é importante?


Nossa primeira dica é para você submeter seu texto, finalizado ou não, a uma leitura crítica. Por quê? Porque ela é feita por pessoas acostumadas a ler diversos tipos de obras literárias e experientes no mercado editorial, que podem apontar falhas, incorreções, incoerências no seu livro. O leitor crítico não dará opinião para te agradar. Ele vai analisar a estrutura da sua história, a apresentação dos personagens, a fluidez do texto, os pontos fortes e fracos etc. O retorno dessa leitura dará caminhos para melhorar ou aprimorar o seu livro.


Geralmente, a leitura crítica é um serviço pago. Os preços variam de acordo com cada profissional e seu currículo. A maioria cobra por laudas de 1800, 2100 e 2500 caracteres. Portanto, antes de contratar, pergunte ao profissional qual o valor cobrado por lauda e o tamanho de lauda que a pessoa pratica.


Mas, lembre-se: a leitura crítica é uma opinião, e não uma verdade absoluta. Você pode usar as orientações como guia. As decisões finais sobre tudo o que foi apontado são e sempre serão suas. Além do mais, a leitura crítica também não é uma garantia de que seu livro não vá ser recusado por uma editora.


Vista de cima de um escritório. Mulher trabalhando em um notebook, com livros e cadernos ao lado.


Dê um match na editora


Você sabia que as editoras recebem centenas de originais (textos dos autores que não foram editados, ou seja, que ainda não passaram por edição ou preparação) para avaliar? E que a maioria dos autores iniciantes não dedica tempo para pesquisar sobre o perfil das editoras?


Se você acha que vai ter mais oportunidades enviando os originais para o maior número de editoras possível, está redondamente enganado. Esse é um erro muito comum cometido por autores estreantes. Se quiser ampliar suas chances de publicação, o melhor caminho é pesquisar e encontrar aquelas que possam ter mais interesse em publicar o seu livro.


Para tanto, recomendamos fazer uma pesquisa sobre os perfis editoriais. Mas o que é isso? Nada mais é do que a linha editorial. Em geral, as editoras definem o(s) tipo(s) de livro(s) que vão publicar: romance, ficção-científica, poesia, contos, infantis, autoajuda, religiosos etc. Imagina o mico se você enviar seus originais de um romance cheio de cenas eróticas para uma editora de livros infantis? Não vai querer isso, não é?


Mas, como saber qual é a linha editorial? Basta visitar o site e as redes sociais de cada editora e navegar por elas de forma substancial que você logo irá identificar a linha editorial. Feito isso, sugerimos que você selecione pelo menos dez editoras para pesquisar e escolha entre três e cinco para enviar seu livro.


Dessa forma, suas chances de encontrar alguém disposto a ler seus originais e, quem sabe, dar um belo match na editora, terão aumentado muito!


Duas pilhas de livros. Uma mulher entre elas olhando por um binóculo.


Envie seus originais corretamente


A maioria das editoras têm, em seus sites, uma seção chamada PERGUNTAS FREQUENTES. Nela você, provavelmente, encontrará as orientações para enviar seu livro para avaliação. Algumas editoras têm períodos específicos para receber originais, outras recebem o ano inteiro. Essa informação é crucial e, se a editora já tiver fechado o prazo de recebimento de originais, o melhor é esperar a próxima chamada.



Evite a “pilha de lama” e apresente sua obra


Pessoa com um livro sobre o rosto e a cabeça apoiada no encosto da cadeira, representando cansaço. Sobre a mesa, pilhas de papel, livros e anotações.

Agora que você já pesquisou as editoras mais indicadas para publicar o seu livro e já sabe como elas recebem originais é hora de fazer uma apresentação do texto para evitar cair na “pilha de lama”. Essa é uma metáfora para o grande número de originais não-solicitados enviados para os editores ou agentes literários.


Devido ao grande número de material que as editoras têm para ser avaliado, se o seu livro tiver uma apresentação editorial, você estará minimizando a possibilidade dele ser descartado. Por quê? Porque estará apresentando o seu livro e a você também.

Saiba quais os principais pontos que sua apresentação deve conter:



Apresentação da obra: parágrafo não muito longo com título, gênero (romance, terror, fantasia, contos, poesia, suspense etc.), uma visão geral do livro e como ele se encaixa na linha de publicações da editora;

Estratégia de divulgação: indique qual é o público-alvo de seu livro e como você pretende ajudar na divulgação da sua obra;

Apresentação do/a autor/a: informe sua experiência como escritor/a e textos ou livros já publicados. Não esqueça de incluir seus contatos.



Controle a sua ansiedade


Você escolheu as editoras, enviou seu livro com uma apresentação e agora está aguardando ansiosamente por uma resposta. Dica super importante: não pressione a editora cobrando um retorno. Lembre-se que, para você, seu livro é o resultado de um grande esforço. Para a editora, ele é um produto no qual ela vai investir tempo e dinheiro, e irá buscar o retorno desse investimento.


No Quatorze VinteUm, quando recebemos um arquivo, confirmamos e fazemos a avaliação no prazo de 90 dias. Além da leitura crítica do conteúdo, iremos analisar a inserção dele no mercado. Se o livro estiver de acordo com a linha editorial do Quatorze VinteUm e for aprovado para publicação, marcamos uma conversa para explicar como é o processo do nosso trabalho, prazos etc.


Esperamos que você tenha gostado deste conteúdo!


Conheça os livros do selo Quatorze VinteUm clicando nas imagens ou neste link.



Quer saber mais? No canal do YouTube da Palavra Bordada, temos um vídeo com todas as informações sobre o tema. Aproveite para se inscrever e acompanhar as atualizações.