• Carolina Rocha

O que nos move é contar histórias de valor

Atualizado: 19 de abr.

Contar histórias de valor é o propósito que nos guia a cada novo projeto. É por acreditarmos nele que seguimos perguntando, entrevistando, pesquisando e registrando trajetórias incríveis ao longo dos últimos sete anos.

Mesa branca com livros enfileirados no lado esquerdo. Ao fundo, um quadro com moldura preta e foto de uma paisagem. Em frente ao quadro a logomarca da Palavra Bordada. No lado direito um porta-canetas com várias canetas coloridas.

Quando foi fundada, em 2015, a Palavra Bordada tinha em seu horizonte o desejo de tornar perenes vivências, experiências e conhecimentos. Nestes sete anos, pudemos constatar que a nossa vontade era também uma oportunidade de contribuir para a preservação das histórias de vida, para a valorização das memórias e para o posicionamento das empresas.


E fazemos isso diariamente ao registrar trajetórias de pessoas, famílias, instituições e empresas por meio de biografias, livros de memórias familiares, publicações de história empresarial e relatórios sociais, anuais, de gestão e de sustentabilidade. Conduzimos os processos desde a elaboração de um conceito e a coleta de informações em entrevistas e pesquisas até a redação da narrativa ou o auxílio a ela, por meio do serviço de ghost writer. Elaboramos também um projeto gráfico único e alinhado à história contada, realizamos a diagramação e a escolha de imagens e documentos a serem publicados. Um acompanhamento que só se encerra quando a obra já está nas mãos dos leitores. Toda essa jornada está baseada em três pilares:


Fundo e mesa brancos. Sobre a mesa, em primeiro plano, flores cor de rosa soltas. Ao fundo, um arranjo com as mesmas flores rosa. Ao lado, três livros com capa de couro em tom vinho empilhados.
  • Preservar histórias de vida

Cada um de nós é guardião das histórias que viveu, individual ou coletivamente, e responsável por levá-las adiante. Ao compartilhá-las, contribuímos para que a trajetória e os aprendizados vividos sejam transmitidos às gerações seguintes. E é neste aspecto que a Palavra Bordada se propõe a colaborar: reunindo as histórias de um indivíduo, de uma empresa ou de uma família nas páginas de um livro, tornando-as acessíveis a um público maior.

Acreditamos que, ao conhecer o passado, nossas origens e as vivências daqueles que nos precederam, temos consciência de quem somos e mais ferramentas para construir o futuro, porque aprendemos com as experiências e os desafios superados.


Mesa se madeira com uma flor sobre ela e fones de ouvido.
  • Valorizar memórias

Registrar as contribuições de cada indivíduo na história de uma família ou de uma instituição é um modo de reconhecer o que foi vivido, além de compreender como essa pessoa colaborou e influenciou o percurso trilhado até o presente.

Acessamos essas memórias por meio da escuta ativa de nossos entrevistados, elemento fundamental da História Oral. Ao coletarmos os diversos depoimentos, seja de um indivíduo ou de vários, conseguimos obter informações, impressões e cenários para recontar diferentes episódios.

Ao mesmo tempo, ao valorizar as memórias, jogamos luz sobre o conhecimento desenvolvido por cada um ao longo de sua vida, que merece ser compartilhado com os demais.



Em primeiro plano uma caneca escrito "Boss". Na composição da imagem, desfocado, está um ambiente de cozinha com utensílios para passar café. Mesa de madeira e janela ao fundo.
  • Colaborar para o posicionamento das empresas

Ao contar as histórias de empresas e instituições, contribuímos para a documentação de sua trajetória e para o estabelecimento de um posicionamento em relação aos seus diferentes públicos, sejam internos ou externos.

Um exemplo são os relatórios anuais, sociais, de gestão e de sustentabilidade, nos quais é possível narrar o presente e o passado recentes, o crescimento da organização e seu compromisso com a sociedade.

Outra possibilidade são os livros de memória institucional, que resgatam e disseminam origens, valores e cultura das instituições. Estas publicações estimulam o engajamento dos colaboradores e revelam aos parceiros e clientes as crenças e práticas vivenciadas no dia a dia.



Este é só o começo


Há muito por vir. No momento em que celebramos os sete anos da Palavra Bordada, comemoramos também o nosso crescimento pessoal e em grupo. Aprendemos muito nesta trajetória, principalmente com as histórias das pessoas, das empresas e das famílias que contamos. Cada uma delas deixa em nós uma lição que não é esquecida.


E se você tem uma história para contar, algo a ensinar ou a compartilhar com o mundo, conte conosco. Estamos prontas para registrar as suas memórias e conhecimentos com respeito, carinho, profissionalismo e excelência.